Pra quem quiser me visitar....
  • De São Bartolomeu a Belo Horizonte: Minas Gerais, antídoto contra a superficialidade
  • Uma nova geração de padeiros no Rio de Janeiro: Araucária Pães Artesanais e Maison do Zé
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • Curiango Venda e Cozinha: uma bela história de êxodo urbano na Serra da Bocaina
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • yam'Tcha, em Paris: no tempo da delicadeza
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
Quarta, 07 Outubro 2015

Miznon, em Paris: mais que um fast-food

Miznon Paris

Ao cruzar a entrada do Miznon, fui confrontada com o amadorismo da minha escolha: de última hora, eleger pro almoço de domingo um dos endereços mais comentados do Marais recentemente. Encontrei salão lotado, fila no caixa pra fazer os pedidos e considerável espera pra recebê-los. Tivesse pensado um pouco mais, teria tido a sabedoria de programar a visita numa tarde no meio da semana. Mas a fome me fez vencer o ímpeto de ir embora.

Miznon Paris

Miznon Paris

A lotação nos horários de pico não deixa dúvida de que o sucesso do fast-food contemporâneo criado pelo chef Eyal Shani em Tel Aviv se repete em Paris. Não é difícil entender por quê. Apesar da alta concentração de hipsters por metro quadrado e do serviço confuso, o conceito é interessante e a comida é realmente boa.  

Miznon Paris

Miznon Paris

Miznon Paris

Grande parte do enxuto cardápio é dedicada a sanduíches no pão pita, com opções de recheios de carne, peixe e vegetais. Experimentei o kebab da casa, em que o excelente pão ganha a companhia de deliciosas almôndegas de cordeiro. A versão de boeuf bourguignon me intrigou. Por que tirar o clássico do prato e metê-lo num sanduíche? A curiosidade venceu, resolvi provar.  O resultado é meio feio, bagunçado, difícil de abocanhar, mas, afinal, muito saboroso.

Miznon Paris

Miznon Paris

Os vegetais grelhados e assados revelam-se mais que meros acompanhamentos e brilham tanto quanto os protagonistas no cardápio do Miznon. A couve-flor, campeã de vendas, faz jus à fama que tem, mas a batata doce assada, quase um purê, estava ainda melhor. Roubou a cena.

Miznon Paris

Miznon Paris

 

Miznon – 22 rue des Ecouffes – 4ème

https://www.facebook.com/miznonparis

 

Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: