Pra quem quiser me visitar....
  • De São Bartolomeu a Belo Horizonte: Minas Gerais, antídoto contra a superficialidade
  • Uma nova geração de padeiros no Rio de Janeiro: Araucária Pães Artesanais e Maison do Zé
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • Curiango Venda e Cozinha: uma bela história de êxodo urbano na Serra da Bocaina
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • yam'Tcha, em Paris: no tempo da delicadeza
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
Sexta, 16 Agosto 2013

No Mercado Central de Belo Horizonte

Não concebo ir a Belo Horizonte e não visitar o Mercado Central. Na última visita, tinha o tempo mais farto do que de costume, então, pude percorrer seus corredores sem urgência. Como sempre, aproveitei pra me abastecer de itens de primeira necessidade: queijo, goiabada, doce de leite, de laranja da terra. Aos primeiros sinais de fome, parei no balcão da Comercial Sabiá pra experimentar seu famoso pão de queijo recheado com pernil de porco. Dessas coisas que só Minas Gerais faz por você.

Mercado Central Belo Horizonte

Mercado Central Belo Horizonte

Andei mais um pouco. Quando a fome ameaçava se instalar novamente, tomei o rumo do boteco Casa Cheia e resolvi o problema com uma panela de canjiquinha com lombo de porco defumado, costela, linguiça e espinafre. Um prato que se basta em sua generosidade. Dispensa entrada ou sobremesa. Comida dessas que preenchem vazios que a gente nem desconfiava haver.

Mercado Central Belo Horizonte

Mercado Central Belo Horizonte

Sim, há coisas que só Minas faz por você.

Depois de uns pares de horas amolecendo os ouvidos ao som de esses prolongados, alguns pães de queijo devorados e o calor de um bom prato de canjiquinha, a gente sai se sentindo mais mineiro que a mais mineira das crias daquela terra. Tolice. Como advertia um de seus filhos mais ilustres, ninguém sabe Minas. “Só mineiros sabem. E não dizem nem a si mesmos o irrevelável segredo chamado Minas”.

 

Mercado Central - Av. Augusto de Lima 744 – Centro - Belo Horizonte

http://www.mercadocentral.com.br/

Comentários:
em 16-08-2013
por: Ramiro Neto
Apesar de morar há decadas no Amazonas, meu sangue mineiro me faz voltar várias vezes por ano. Mas só me sinto em BH depois que entro no Mercado Central. O Mercado é pra mim o que um parque da Disney é pra uma criança: diversão, prazer e encantamento. Deu uma saudade!!!!
em 16-08-2013
por: Alhos, Passas & Maçãs
Texto saboroso, Constance. Gostei muito de "Comida dessas que preenchem vazios que a gente nem desconfiava haver." Pura verdade.
Beijos!
em 16-08-2013
por: Adrina
Belo Horizonte me recebeu como moradora há 5 anos e meio. A menos que seja por motivo de terremoto, furacão, vulcão, invasão alienígena, nunca mais saio daqui. O Mercado é daqueles lugares onde entro e poderia ficar horas e horas só andando, vendo coisas, provando queijos.
em 24-07-2014
por: Claudio Felgueiras
Constance,
Valeu pela dica do Casa Cheia. Muito bom!
Beijo.
em 24-07-2014
por: Constance
Que bom te ver por aqui, Claudio. Melhor ainda, saber que gostou do Casa Cheia ; )
Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: