Pra quem quiser me visitar....
  • De São Bartolomeu a Belo Horizonte: Minas Gerais, antídoto contra a superficialidade
  • Uma nova geração de padeiros no Rio de Janeiro: Araucária Pães Artesanais e Maison do Zé
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • Curiango Venda e Cozinha: uma bela história de êxodo urbano na Serra da Bocaina
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • yam'Tcha, em Paris: no tempo da delicadeza
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
Quinta, 29 Março 2012

Chatomat: boa surpresa em Paris

Chatomat Paris

Como já tinha adiantado alguns posts atrás, uma das minhas melhores refeições nessa passagem por Paris aconteceu no Chatomat. Uma portinha numa ruela insuspeita do 20ème. Sem chef famoso. Um jovem casal na minúscula cozinha – ela, italiana que já viveu Brasil; ele, francês. Uma só pessoa dando conta da sala (não dá pra chamar de salão). Endereço que, em pouco tempo de vida, vem arrancando elogios da crítica. Esta, uma das duas razões que me levaram ate lá. A outra: é um dos poucos restaurantes abertos nas noites de domingo na cidade.

Fui com a expectativa de um bom jantar, mas encontrei mais que isso. Cardápio enxuto. Matéria-prima de qualidade. Leveza, equilíbrio, sabor. E cocções precisas – o que se percebia especialmente nos vegetais (ecos da passagem da moça pelo L’Arpège?).

Começamos com uma excelente burrata defumada, com cogumelos salteados e corações de alface, crocantes, deliciosos.

Chatomat Paris

Em seguida, aspargos verdíssimos com nacos de jamón de bellota.

Chatomat Paris

Muito gostosas também as salsichas de vitelo grelhadas, acompanhadas de batatas e de ostras – estas não me pareceram encontrar lugar naquele prato; pra mim, o único senão do jantar.

Chatomat Paris

Finalmente, um perfeito faux filet (contrafilé) com aipo-rábano, mousseline de aipo, aspargos e picles de cebola roxa.

Chatomat Paris

Entre as sobremesas, uma aveludada mousse de castanhas, acompanhada de compota de maçãs.

Chatomat Paris

E um crumble de nozes com molho de chocolate, coroado por delicadíssimo sorvete de leite defumado.

Chatomat Paris

Saímos com um sorriso daqueles que só as boas surpresas nos deixam.

 

Chatomat – 6 rue Victor Letalle - 20ème

 

As atualizações do blog também estão no meu twitter.

Tags: Paris Chatomat
Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: