Pra quem quiser me visitar....
  • Privilégio no menu do dia
  • yam'Tcha, em Paris: no tempo da delicadeza
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • De São Bartolomeu a Belo Horizonte: Minas Gerais, antídoto contra a superficialidade
  • Uma nova geração de padeiros no Rio de Janeiro: Araucária Pães Artesanais e Maison do Zé
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • Curiango Venda e Cozinha: uma bela história de êxodo urbano na Serra da Bocaina
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
Quinta, 09 Junho 2011

Momofuku Ssäm Bar: a vez do pato

A fama dos pork buns de David Chang é dessas que atravessam oceanos. Não há quem vá a Nova Iorque e não corra atrás de saber o motivo de tanto barulho. Comigo não foi diferente; também corri pra conferir (mesmo depois da decepção no Momofuku Ko na noite anterior). Só não sabia que seria agraciada, não com um, mas com dois potes de ouro no fim do arco-íris.

Desviei minha rota pra uma pausa rápida, no meio do dia, com meta definida: comer os tais pork buns. Eles, apenas eles, nada mais. E eis que chego à casa em dia de mudanças. Na tarde em que aportei lá, começava, de leve, sem grande alarde ainda, a transição pro novo cardápio de almoço. No espaço anexo ao Ssäm Bar, onde funcionava a pequena padaria/confeitaria de Chang (o Milk Bar, que se mudou pro lado de lá da rua), a grande estrela do novo cardápio de almoço agora é... o pato. Entrava em cena naquele dia o duck lunch.

Se a sorte cruzou meu caminho, eu não ia me fazer de rogada... Fiz uma pequena concessão e, além da comedida porção de pork buns, tracei um belíssimo duck bun. No primeiro, uma massa leve e fofa feita no vapor, quase uma nuvem, abraça pedaços saborosos e macios de barriga de porco, a carne permeada por doses generosas de gordura. Uma bela ode ao excesso.

Na nova versão, a mesma soberba massa envolve um tenro e untuoso naco de pato, com capinha crocante e carne que, de tão macia, desfia-se à primeira mordida. A doçura do molho dita o contraste perfeito. Tão bom, mas tão bom, que eu ousaria dizer que supera os famigerados pork buns...

Preciso voltar agora pra mais uma pérola do novo menu: o pato estalando, recém saído da rôtissoire, fatiado sobre uma acolhedora porção de arroz e acompanhado de panquequinhas douradas. Tem dado o que falar...

 

Momofuku Ssäm Bar - 207 2nd avenue (com 13th street) – East Village
http://www.momofuku.com/restaurants/ssam-bar/

As atualizações do blog também estão no meu twitter.

Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: