Pra quem quiser me visitar....
  • De São Bartolomeu a Belo Horizonte: Minas Gerais, antídoto contra a superficialidade
  • Uma nova geração de padeiros no Rio de Janeiro: Araucária Pães Artesanais e Maison do Zé
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • Curiango Venda e Cozinha: uma bela história de êxodo urbano na Serra da Bocaina
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • yam'Tcha, em Paris: no tempo da delicadeza
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
Terça, 01 Fevereiro 2011

Estrelas do (meu) verão

O verão é uma estação que rouba as minhas energias. E, junto com elas, o calor extremo leva também um tanto da minha fome. Na contramão da euforia que costuma tomar as areias a esta altura do ano, quando vejo os termômetros perto dos 40 graus, eu diria que fico quase triste. Nessas circunstâncias, confesso, há dias em que fica difícil alimentar grandes pretensões gastronômicas. Mas, com toda a adversidade climática, ainda assim, tenho tido bons momentos à mesa nas últimas semanas. Que se tornam ainda melhores quando me vejo diante de pratos que vestem a estação como uma luva. Eis aqui algumas das coisas que fizeram meu janeiro melhor.

Os sorvetes cremosíssimos da nova Gelateria Vero, em Ipanema. Em especial, o de pistache, feito com pistaches de Bronte, uma pequena maravilha.

Sorvetes Cairu. Peço sempre uma bola de tapioca e uma de açaí, combinação sublime, que está sempre entre as minhas predileções, qualquer que seja a estação.

Picolés Diletto, em estoque permanente no meu freezer, pelo menos até que o outono se anuncie.

Aspargos crocantes com jamón e vinagrete. E mexilhões num sutil vinagrete de laranja e Jerez. Ambos em cartaz no Venga!

Mini cataplana de frutos do mar, do menu degustação da Gruta de Santo Antônio, prato que deve entrar em breve no cardápio fixo da casa. Uma delicadeza: camarões, vieiras e cherne num perfumadíssimo molho de azeite, limão e lâminas de alho.

Lagostins com purê frio de pistache e limão siciliano, coroados com raminhos de alcachofra e palmito pupunha Um prato que traduz leveza e equilíbrio e é uma das melhores coisas do Oro.

Delicioso sorbet de cupuaçu com grué de cacau, também em cena no Oro.

Mexilhões cozidos no chopp, do Bar Astor. As batatas-fritas que acompanham nem sempre vêm crocantes como deveriam, mas os mexilhões... Quando acabam, ainda peço ao garçom pra me conseguir umas torradas pra mergulhar naquele molho. Afinal, um bom molho sempre pede o mergulho de uns pedaços de pão. Não há nada melhor.

Ainda no Astor, o sanduíche frio de pastrami, picles, cream cheese e mostarda Dijon é outro grande protagonista do meu verão.

Agora, o melhor da estação vem de graça pra quem se acomoda na varanda do bar: o espetáculo dos pores de sol vistos a partir da orla do Arpoador. A luz pode não ser poética como a do outono, a atmosfera pode não ter a leveza e a alegria da primavera, mas em nenhuma outra época do ano a bola de fogo se despede de forma tão dramática, tão intensa, tão arrebatadora. Isso, só no verão...

 

Gelateria Vero – Rua Visconde de Pirajá, 260 – Ipanema

Sorvetes Cairu – à venda na loja Amazônia Soul – Rua Teixeira de Melo 37 - Ipanema

Diletto – à venda nos supermercados da rede Zona Sul

Venga! Bar de Tapas – Rua Dias Ferreira 113 B - Leblon / Rua Garcia d’Ávila 147 – Ipanema
www.venga.com.br

Gruta de Santo Antônio - Rua Silva Jardim 148 – Ponta da Areia – Niterói
www.grutadesantoantonio.com.br

Oro Restaurante - Rua Frei Leandro 20 – Jardim Botânico
www.ororestaurante.com

Bar Astor - Av. Vieira Souto 110 (entrada pela Rainha Elizabeth) - Ipanema
www.barastor.com.br

As atualizações do blog também estão no meu twitter.

Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: