Pra quem quiser me visitar....
  • Curiango Venda e Cozinha: uma bela história de êxodo urbano na Serra da Bocaina
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • yam'Tcha, em Paris: no tempo da delicadeza
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
  • Uma nova geração de padeiros no Rio de Janeiro: Araucária Pães Artesanais e Maison do Zé
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • A hora do chá no Le Meurice, em Paris
Quinta, 16 Maio 2013

Dona Vivinha, doceira de Ponte Nova e musa inspiradora do “Rancho da Goiabada”

Goiabada Dona Vivinha

Jamais me esqueço da primeira vez em que ouvi falar em Dona Vivinha. Faz mais de uma década. Meu pai tinha em mãos uma lata de goiabada e uma de mangada, que alardeava como as melhores que já havia provado. Tinha sido presenteado pelo compositor João Bosco, que é filho de Ponte Nova – capital da goiabada cascão –, e dependente crônico dos doces caseiros produzidos por uma conterrânea. Tempos depois, soube que os estoques da goiabada feita pela mineira, trazidos frequentemente por João de sua cidade natal, inspiraram Aldir Blanc na letra da canção “Rancho da Goiabada”.

Jamais esqueci aquela tarde em que devoramos os doces de Vivinha às colheradas. Semana passada, ao descobrir que podem ser encomendados para entrega fora de Minas Gerais, telefonei imediatamente. Fiz a compra, paguei o sedex e aguardei com ansiedade – e alguma dúvida; afinal, mais de dez anos me distanciavam da tarde guardada na lembrança. A memória não me traiu. A goiabada, de consistência perfeita e sabor equilibrado, é, de fato, uma delícia – embora não tire da goiabada Zélia o posto de minha favorita. Ainda melhor é a mangada. Não me recordo de ter experimentado outra mais gostosa.

Goiabada Dona Vivinha

Dispenso o cigarro e o beijo da mulata Leonor. Mas de uma boa goiabada cascão não abro mão. Com muito queijo, sempre.

 

Dona Vivinha – (31) 32613370

Comentários:
em 21-05-2013
por: Daniel Martins
Aqui em casa nos costumamos a comprar essa que coloco o link aqui em baixo. É das que eu já pude provar, sem dúvida, a melhor.
Abraços.

http://www.docedalata.com.br/Doce_da_Lata/Doce_DaLata___Goiabada.html
em 05-10-2013
por: Nereida de Landa Morais
Gostaria de comprar a goiabada e a mangaba, como
faço para encomendar e fazer o pagamento.
Minha residência é em Juiz de Fora.
Rua Floriano Peixoto, 741/1301 CEP.: 35015-440
Centro - Tel. 32 - 3216-3687 -
e-mail. - nereidalm@hotmail.com
em 05-10-2013
por: Leda
Olá, moro no RJ, como posso encomendar? Quanto custa?
Aguardo retorno.

Grata
em 05-10-2013
por: Paulo Pereira
Li, hoje, sábado, 05.10.2013, no caderno Ela gourmet de O Globo, a matéria "Goiabada afetiva", por Jacqueline Costa. Adorei as latinhas. Sou aposentado (59 anos)e quero revender as latinhas de goiabadas de porta-em-porta, aqui no Rio de Janeiro (nos escritórios, repartições públicas, etc.). Vamos conversar?
em 06-10-2013
por: vilma souza de cristo pereira da silva
Gostaria de encomndar a mangada e goiabada, é possível? Obrigada, Vilma
em 06-10-2013
por: Constance Escobar
O contato para encomendas com Dona Vivinha encontra-se ao final do post: o telefone é (31) 32613370
em 08-10-2013
por: vera vila velha
Também li a matéria, e já experimentado esta delícia no RJ - Na época fizeram mistério sobre este bem imaterial. Achei , graças a DEUS.
Parabéns , meu sócio é mineiro trará para mim .
em 08-10-2013
por: meire brito
Li a reportagem adorei e gostaria de encomendar,
moro em são paulo, tentei várias vezes ligar, mas só chama e ninguém atende. A primeira tentativa caiu na secretária eletrônica e deixei recado com meus telefones. grata
em 16-10-2013
por: Lucia
Liguei para o número e me atenderam super bem! DDD da cidade da pessoa + 31+ 32613370, não tem erro.
em 14-11-2013
por: Sueli
Onde posso comprar os doces da dona Vivinha em Belo Horizonte?
em 14-11-2013
por: Constance
Sueli, o contato da Dona Vivinha está no final do post.
em 30-11-2013
por: Celso
Ola, como vai?Para ens prlo espaço!
Gostaria de saber como comprar , one comprar a goiabada e a magada da D.Vivinha, no rio de janeiro, one moro.
Saudaçoes
em 01-12-2013
por: Constance
As encomendas são no telefone que consta no final do post, Celso.
em 06-07-2015
por: Celina

moro no Rio e gostaria de comprar como faço?

o telefone não funciona ligo há dois dias e só da ocupado
021 981247422

em 07-07-2015
por: Constance Escobar
Celina, no Rio, o restaurante Volta (na rua Visconde de Carandaí, no Jardim Botânico) costuma vender os doces da Vivinha. Vale a pena checar.
em 07-06-2017
por: ettore
A salumeria na rodolfo dantas 40 sempre tem
telefone 25429535
Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: